Coleção de Arte da Cidade de São Paulo

  • Em 1945 o crítico de literatura e artes plásticas Sérgio Milliet cria a Seção de Arte na Biblioteca Municipal – atual Biblioteca Mário de Andrade –, o que veio a ser o primeiro grande impulso para a criação do que hoje é a Coleção de Arte da Cidade. Em 1961 é criada a Pinacoteca Municipal, com o propósito de reunir, catalogar, conservar e expor a coleção de arte de São Paulo, que se encontrava dispersa por várias instituições municipais. A partir de 1982, com a criação do Centro Cultural São Paulo, a Divisão de Artes Plásticas ficou responsável pela Pinacoteca Municipal, reunindo grande parte da coleção na reserva técnica, além de gerenciar as obras que continuaram expostas em outros 30 locais. A Pinacoteca Municipal passou a se chamar Coleção de Arte da Cidade de São Paulo a partir de maio de 2008, adequando-se à variedade de suportes e técnicas da arte contemporânea. A coleção possui algumas obras pontuais do período colonial e do século 19, além de importantes peças modernistas e contemporâneas provenientes dos Prêmios Aquisitivos do Salão Paulista de Belas Artes e do Programa de Exposições do CCSP. Atualmente, conta com cerca de 2.900 obras de arte em diversas técnicas e seis coleções de Arte Postal, com 10 mil peças no total. Em 2004, o Centro Cultural São Paulo instituiu o Prêmio Aquisição do Programa de Exposições – aqui desenvolvido desde 1990 –, como uma forma de atualizar a coleção e incentivar jovens artistas.


Artistas con obra en Coleção de Arte da Cidade de São Paulo