Almofadinhas

Almofadinhas

  • Datos biográficos

    Creado en 2016

    Reside en Brasil

  • O grupo Almofadinhas surgiu em 2015. Fábio Carvalho (RJ), Rick Rodrigues (ES) e Rodrigo Mogiz (MG) se encontraram para discutir arte contemporânea e sua hibridização em torno do bordado – meio pelo qual os três artistas se expressam, mesmo que não unicamente, e neste ato, subvertem a ideia que bordar é um atributo feminino. Fábio se interessou pelo bordado durante uma residência artística em Portugal, em 2011. Neste período, já desenvolvia trabalhos sobre tecido, nos quais usava apliques de bordados industriais, mas, vendo a riqueza do bordado português, ocorreu-lhe que seria ainda mais interessante se passasse a fazer o seu próprio bordado, pois além de agregar a sua prática artística este elemento que tende a ser considerado feminino, haveria um dado a mais, que seria submeter sua mente e corpo masculinos a uma prática considerada feminina, reafirmando assim sua discussão sobre os estereótipos de gênero. Rick, passou a observar e a admirar os passarinhos livres na natureza, desde muito cedo, com a orientação do irmão mais velho, que também o ensinou a bordar, costurando couro de boi na fazenda do avô ainda quando crianças. Tal habilidade transferiria anos mais tarde para a prática artística quando o artista resolveu homenagear o irmão com uma série de passarinhos (2015). Através de tal praxe o artista recodifica e realoca referências culturais, memórias afetivas, o imaginário infantil, sonhos, fragilidades e não deixa de pôr em xeque determinados conceitos e tabus sociais. Já Rodrigo começou a bordar numa associação livre com o gesto do desenho durante sua graduação em artes, por volta de 2002 e 2003. Como já usava a costura como elemento de conexão em pinturas e colagens, o bordado veio como o mais pertinente desdobramento para as novas investidas no desenho, embutindo também conceitos de dor e beleza. As obras dos Almofadinhas abarcam questões que vão além do fazer artístico e/ou estético. Põe em xeque, através da diversidade de temas e suportes, as questões relacionadas às memórias individuais, gênero e afetividade; promovem também o debate sobre os estereótipos sociais; além de contribuir com o intercâmbio artístico-cultural, uma vez que cada artista integrante vive e produz em um estado diferente.


Exposiciones

Exposiciones en las que ha participado como artista Almofadinhas