Cortesía de Auroras

Smoke gets in your eyes

  • Entidades Organizadoras

    auroras
  • auroras tem o prazer de apresentar Fumaça nos seus olhos, com curadoria de Paulo Miyada, incluindo obras de Cecily Brown, Flávio de Carvalho e Tunga, três importantes artistas, cujas produções investem no desejo como força que aproxima signos, subjetividades e formas. A mostra reúne onze obras, entre pinturas, desenhos e instalação, que relacionam a tactilidade da matéria e sua transfiguração em corpos. Embora sejam de formações completamente distintas, cada um desses artistas soube desenvolver, em seu tempo, a liberdade dos desejos frente à crescente repressão da libido. As figuras de corpo tendem a ser vislumbradas entre linhas de tensão, massas de tinta e pinceladas, dificilmente encerradas em suas individualidades, mas em um jogo de interpenetrações, abolindo limites bem definidos. Enquanto os objetos de desejo dos desenhos de Flávio de Carvalho (1899 – 1973) são frequentemente o corpo da mulher, Cecily Brown (1969) explora o corpo a partir de uma perspectiva feminina, mas que não deixa de constituir também uma imagem desintegrada, como grande parte da tradição moderna. A linha dos desenhos de Tunga (1952 – 2016) passeiam organicamente sobre o papel, criando uma simbologia erótica quase-mística. Com um dinamismo que desafia a natureza estática da pintura, a obra de Cecily Brown cria um jogo fluido entre o revelar e o ocultar, retendo o olhar em suas composições vibrantes, frequentemente dialogando com figuras da história da arte. A obra de Francis Bacon e Edgar Degas são centrais para sua produção, assim como Delacroix, que foi uma importante referência para a concepção de sua série de obras sobre naufrágios. Um desenho de grandes dimensões desta série está presente na exposição, tensionando as relações entre o passado e os acontecimentos recentes. Além dos desenhos e pinturas, é apresentada pela primeira vez ao público, uma das últimas grandes obras de Tunga, Sem título (2015), trazendo as relações de tactilidade, peso e simbólicas para outra esfera, em uma transmutação alquímica. O desejo, que se revela de forma pulsante nas obras dessa exposição, é, nas palavras de Tunga, uma ‘energia de conjunção’, capaz de associar uma variedade de materiais como ferro, cerâmica, vidro e cristal. Cecily Brown (Londres, 1969) Uma das grandes pintoras da atualidade, graduou-se na Slade School of Fine Art em 1993. Mudou-se para Nova York no ano seguinte, aproximando-se das influencias abstratas e expressionistas da cidade, mas por vezes satirizando noções de virilidade dessa tradição, explorando questões eróticas na pintura a partir de uma perspectiva feminina. Realizou exposições individuais em instituições como o Hirshhorn Museum and Sculpture Garden, (Washington D.C., 2002–03); Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía (Madrid, 2004); Museum of Modern Art (Oxford, 2005); Museum of Fine Arts (Boston, 2006–07); The Drawing Center (Nova York, 2016); Museum of Contemporary Art Santa Barbara (Santa Barbara, 2018). Vive e trabalha em Nova York. Flávio de Carvalho (Amparo da Barra Mansa, 1899 - Valinhos, 1973) se destacou como artista, arquiteto, cenógrafo, escritor e engenheiro. Em sua juventude estuda em Paris e posteriormente inicia o curso de engenharia civil no Armstrong College da Universidade de Durham, (Newcastle, Inglaterra) frequentando paralelamente o curso noturno de artes da King Edward the Seventh School of Fine Arts. Conclui seus estudos em 1922 e, nesse mesmo ano, volta a residir em São Paulo. Em 1931, realiza a polêmica performance (avant la lettre) Experiência nº 2. Escreveu o texto para a peça O Bailado do Deus Morto, cuja encenação foi proibida pela polícia em 1933. Seus textos o levaram a ser indicado, em 1939, para o Prêmio Nobel de Literatura. Sua primeira exposição individual, realizada em 1934, também foi fechada pela polícia sob alegação de atentado ao pudor, e reaberta alguns dias depois, por ordem judicial. Em 1956, apresenta no centro de São Paulo o New Look – um traje tropical masculino constituído por uma saia de nylon, uma camisa bufante, um chapéu e uma meia arrastão com sandálias de couro – causando novamente um grande escândalo. Participou da 25ª Bienal de Veneza (Veneza, 1950); da Bienal de São Paulo (São Paulo, 1951, 1953, 1955, 1963, 1965, 1967, 1971, 1973); do Panorama de Arte Atual Brasileira (São Paulo, 1969, 1970, 1971), entre outras exposições. Tunga (Palmares, 1952 - Rio de Janeiro, 2016) formou-se em arquitetura pela Universidade do Rio de Janeiro, fundou, na década de 1970, juntamente com os artistas Cildo Meireles, Waltercio Caldas e José Resende, a revista Malasartes e o jornal A Parte do Fogo. Sua obra se desenvolveu em diversas linguagens artísticas, como vídeo, performance, escultura, desenho e instalação, mas também abrange relações com a ciência, a alquimia e ritos ancestrais. Depois de sua primeira individual, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, em 1974, o artista realizou exposições individuais em instituições como o MASP (São Paulo, 2017); MoMA PS1 (Nova York, 2008); Musée do Louvre (Paris, 2005); Galerie Nationale du Jeu de Paume (Paris, 2001); Museo de Arte Contemporáneo (Monterrey, 2001); Phoenix Art Museum (Phoenix, 1998); Museum of Contemporary Art, Miami; Bard College – Center for Curatorial Studies, Nova York, EUA (1997); Museum of Contemporary Art of Chicago (Chicago, 1989); Kanaal Art Foundation (Kortrijk, 1989); Whitechapel Gallery (Londres, 1989). Em 2012, o Instituto Inhotim (Brumadinho, MG) inaugurou um segundo pavilhão dedicado à sua obra. Participou da Bienal de São Paulo (1981, 1987, 1994, 1998 e 2013); Bienal de Lyon (2000); Bienal do Mercosul (1999); Documenta X (1997); Bienal de la Habana (1994); e da Bienal de Veneza (1982). Seu trabalho integra importantes coleções públicas, como o Peggy Guggenheim; The Museum of Fine Arts, Houston; MoMA – Museum of Modern Art; Instituto Inhotim, entre outros.

  • Dónde

    auroras / São Paulo, Sao Paulo, Brasil
  • Inauguración

    24 mar de 2018

  • Artistas que participan en Smoke gets in your eyes


    Comisarios/Curadores de Smoke gets in your eyes


    Eventos relacionados con Smoke gets in your eyes


Recibe alertas de eventos como éste

ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

descargar