Cortesía Sé Galería.

Quilômetros

  • Entidades Organizadoras

    Sé Galeria de Arte
  • “Quilômetros” é a maior exposição de Gustavo Speridião realizada até os dias de hoje e inaugura sua parceria com a Sé. É a primeira vez que um artista ocupa os dois andares da galeria localizada em um casarão histórico no coração da cidade de São Paulo. A mostra conta com cerca de uma dezena de telas, a maioria em grande formato, chegando a ocupar uma parede de dezoito metros. Nascido no Rio de Janeiro em 1978, Speridião trabalha com vídeo, fotografia, desenho, colagem, uma extensa produção de cadernos e pinturas. Essa mostra está focada em seus trabalhos em tela. Reconhecido pelo uso das palavras tratadas como elemento pictórico, essa exposição dá espaço a pintura advinda da pura necessidade do gesto expressivo, um exemplo é a tela denominada 3 Divisões (ou Pintura Americana) de 2014. Apesar do inegável apelo politico de sua produção, de seu engajamento na militância, de seu enorme interesse pelas revoluções, o resultado formal de seu corpo de trabalho é um jogo poético de ideias que acumulam duas experiências distintas e complementares, a da rua e a do ateliê. Literalmente quilômetros de rolos de telas de pintura foram transportados do ateliê do artista no Morro da Conceição, no Rio de Janeiro até a Sé, em São Paulo. Um período extenso de montagem foi reservado para possibilitar um processo de construção totalmente experimental só possível a partir da antiga relação de intensa troca entre o artista e a curadora da mostra (e galerista) Maria Montero. Foi pelo gesto incansável do desenrolar e enrolar dos inúmeros rolos de tela onde encontrou-se espaço para o diálogo e onde todas as decisões técnicas, conceituais e formais ganharam dimensão espacial. No corredor e na parede principal da galeria o tríptico formado por três telas de quase sete metros cada uma (Gráfica I,II e III de 2006-2017) é uma colagem de dezenas de cartazes, panfletos, jornais de diversos assuntos com predomínio de assuntos políticos. Esse material foi coletado durante um período de uma das maiores crises da historia do capitalismo. No andar de cima uma tela de mais de sete metros flutua no espaço. Fora, de 2013 condensa a relação entre palavra e imagem, conceito e forma, forma e vazio. A palavra e a narrativa como elemento figurativo. No porão da Sé o artista montou um espaço conceitual, “Clube do trabalhador II” faz referência a um projeto realizado no início dos anos 20 por vários artistas incluindo Ródtchenko, no local os artistas desenhavam emblemas, slogans, selos, cartazes, tudo, desde mesas e cadeiras até os slogans nas paredes e a iluminação era projetado no estilo Construtivista. A obra de Gustavo Speridião está presente em diversas coleções públicas como Museu de Arte Moderna (MAM), Rio de Janeiro e Museu de Arte do Rio de Janeiro (MAR), o artista foi finalista do Prêmio Pipa e vencedor do Prêmio Marcantônio Villaça, sua obra já circulou em importantes espaços institucionais como Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna de Kioto, Japão, , La Biennale de Lyon (Curadoria Gunnar B. Kvaran/Thierry Raspail) e a importante mostra Imagine Brazil (com Curadoria de Gunnar B. Kvaran/Thierry Raspail/ Hans Ulrich Obrist) que ocorreu em Oslo, Noruega.

  • Dónde

    Sé Galería de Arte / São Paulo, Sao Paulo, Brasil
  • Inauguración

    02 nov de 2017

  • Artistas que participan en Quilômetros


    Eventos relacionados con Quilômetros


Recibe alertas de eventos como éste

ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

descargar