Tiago Madaleno, “Cabeça”, desenho sobre impressão digital a cores em papel de acetato transparente, 29,7 x 21 cm, 2016 — Cortesía de Museu de Arte Contemporânea de Serralves

Novo Banco Revelação 2017: Tiago Madaleno

  • Entidades Organizadoras

    Museu de Arte Contemporânea de Serralves
  • O Museu de Serralves e o NOVO BANCO apresentam a partir de 17 de outubro uma exposição de trabalhos inéditos do jovem artista Tiago Madaleno, vencedor da edição de 2017 do Prémio NOVO BANCO REVELAÇÃO. Este prémio é uma iniciativa do NOVO BANCO e da Fundação de Serralves, que já distinguiu mais de quatro dezenas de artistas e tem como objetivo incentivar a produção e criação artística de jovens talentos portugueses, até 30 anos, tendo por base uma lógica de divulgação, lançamento e apoio a todos os artistas que recorram ao meio da fotografia. Tiago Madaleno nasceu na cidade de Vila Nova de Gaia em 1992 e licenciou-se em pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto entre 2010 e 2014. Realizou mestrado em pintura na mesma Faculdade entre 2014-2016. O júri desta edição do Prémio NOVO BANCO REVELAÇÃO foi presidido por João Ribas, diretor adjunto e curador sénior do Museu de Serralves e constituído por Andrea Lissoni, curador de vídeo e fotografia da Tate Modern, em Londres; Alessio Antoniolli, diretor da Gasworks & Triangle Network, Londres; Ricardo Nicolau, adjunto da direção e curador do Museu de Serralves e Filipa Loureiro, curadora do Museu de Serralves. O vencedor foi escolhido de entre quatro finalistas, de que também faziam parte os artistas Ana Barata Martins, Diogo Bolota e Henrique Loja. Os quatro finalistas utilizam o suporte fotográfico e interrogam-no nos seus sentidos e possibilidades na arte contemporânea. Com o projeto que apresentou ao júri, Tiago Madaleno propõe-se refletir acerca da relação entre a fotografia e a temporalidade, invocando a presença do corpo no processo de produção das imagens. Recorrendo a uma instalação com diversos dispositivos que exploram o uso desviado do vocabulário fotográfico, Clepsidra(assim se chama o projeto de Madaleno) questiona as condições de visibilidade da fotografia, nomeadamente os processos utilizados para a produzir e o recurso ao índice como ferramenta de trabalho. CATÁLOGO COM PROJETOS DOS 4 FINALISTAS: O catálogo da edição de 2017 do Prémio NOVO BANCO REVELAÇÃO, a lançar no dia da inauguração da exposição, documenta os projetos dos quatro artistas finalistas, não só os projetos que apresentaram a concurso como também trabalhos anteriores e/ou em curso. Revelando práticas distintas que se cruzam com a escultura, o desenho, a instalação ou a performance, Tiago Madaleno, Ana Barata Martins, Diogo Bolota e Henrique Loja coincidem na afirmação da vitalidade da fotografia e do lugar central que ela ocupa na prática artística dos nossos dias, como o demonstram as entrevistas escritas em resposta a questões propostas por Ricardo Nicolau, adjunto da direção do Museu e membro do júri.

  • Dónde

    Museu de Arte Contemporânea de Serralves / Oporto, Porto, Portugal
  • Inauguración

    17 oct de 2017  /  22:00

  • Artistas que participan en Novo Banco Revelação 2017: Tiago Madaleno

     

     



Recibe alertas de eventos como éste

ArtCity

Descárgate ArtCity, la app que te dice que exposiciones tienes cerca.

descargar